Tafuiado entre as pesadas vestes que o protegia, se via tão somente parte do rosto magro com traços de desconfiança que se protegia pela surrada touca de lã. Por vezes, sua mão com movimentos lerdos tentava em vão tirar o chumaço de cabelo que lhe caia por sobre olhos pondo se a atrapalhar a visão. Seu olhar, deixava transparecer sua total falta de confiança. Talvez por sua história, vivida pelos desprezos acontecidos pelas tantas pessoas […]
Foi sem perceber…  passava diante do espelho, quando por impulso, olhei e terminei por enxergar-me.  A figura que nele refletia, de barba repleta de fios brancos, esquecida por alguns dias por fazer, levou me por inteiro, a figura do tal Papai Noel.   Com desleixo e em tom de quem zomba de si próprio,  murmurei em voz baixa: há continuar assim, poderá o senhor ai, sair de bom velhinho no dia de natal. É só trajar as vestes […]
Se foi o tempo em que eu corria atrás da saudade. Bastava ela apertar… e pronto! lá estava eu. E não importava-me, fosse onde fosse, eu a buscava e a sufocava. Incontáveis as vezes em que andei atrás deste vil sentimento. A ausência daqueles que me eram caros machucava; faziam-me achar que o melhor remédio para o tal mal (da saudade) era poder estar frente a frente e olhos nos olhos dos que longe estavam. […]
Hoje… com certo receio, emprestei meus olhos para verem o ensaio das persistentes ondas criadas pela mar… se achegavam de mansinho, e como quem faz algo de errado, atrevidamente tratavam de tocar os meus pés. A brisa que com suavidade desfilava a flutuar por sobre o mar, provocando um som de se fazer arrepiar. Num misto de enigma e magia me fez recordar as tantas realidades por mim vividas e outras tantas que não passaram […]
Há alguns séculos, em algum lugar, afirmam terem avistado uma estrela cadente que viajou pelo céu há prenunciar um feito que mudaria a história da humanidade. Uns fugiam pelo medo, outros, achavam ser relâmpagos que se perdia pelo céu. Mais teve quem acreditou e entendendo a mensagem, escolheu o melhor presente e partiu em busca da boa nova. E pelo caminho, se tornaram três; e sendo três, tornaram se reis: Baltazar, Melchior e Gaspar. Os […]